Senador republicano diz que 40 mil brasileiros 'com bolsas da Gucci' entraram nos EUA ilegalmente

Senador norte-americano afirma que as políticas do presidente norte-americano Joe Biden para a imigração têm incentivado mais gente a tentar a vida nos EUA

Foto: AFP 2021 / Kevin Dietsch
Credit...Foto: AFP 2021 / Kevin Dietsch

O senador republicano Lindsey Graham afirmou que 40 mil brasileiros cruzaram ilegalmente a fronteira entre os EUA e o México "usando roupas de marcas e bolsas da Gucci", como resultado da política de migração do governo do presidente democrata Joe Biden.

"As escolhas políticas de Biden estão pelo mundo. Nós tivemos 40 mil brasileiros só no posto de fronteira de Yuma [área em que os estados norte-americanos da Califórnia e Arizona fazem fronteira com o México], indo para [o estado de] Connecticut usando roupas de marcas e bolsas da Gucci. Isso não é mais imigração econômica. As pessoas veem que os EUA estão abertos e tiram vantagem de nós, e não vai demorar muito para que um terrorista se misture a essa multidão", afirmou o senador em entrevista na emissora Fox News.

Graham acrescentou que a política migratória de Biden é muito permissiva e incentiva as pessoas a tentarem a entrar nos EUA.

[O senador Lindsey Graham bizarramente afirma que 40.000 brasileiros indo para Connecticut "vestindo roupas de grife e bolsas Gucci" cruzaram ilegalmente a fronteira: "Isso não é mais migração econômica."]

Até junho, o Brasil era o oitavo país com mais imigrantes tentando entrar de forma irregular nos EUA este ano. De acordo com dados norte-americanos, pelo menos 21,9 mil brasileiros foram detidos ao tentar cruzar a fronteira do México com os EUA.(com agência Sputnik Brasil)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais