‘Dom’: uma magnífica biografia do ‘playboy bandido’, que vai muito além do enfocado

.

...
Credit......

Em meio à enxurrada de séries ‘gringas’ nos serviços de streaming, é muito bom encontrar uma que fale a nossa língua. E não fica nada a dever às produções internacionais: ‘Dom’ (Prime Video), a primeira série brasileira original Amazon. Com produção da Conspiração e criação e direção de Breno Silveira (‘Dois filhos de Francisco’), tem a maior ‘cara de cinema’, e um clima que prende desde o começo.

Baseado em fatos reais, ‘Dom’ é um drama policial inspirado na trajetória dramática de pai e filho em lados opostos da guerra sem fim às drogas no Rio de Janeiro. De um lado o criminoso (especializado em roubar apartamentos de luxo na zona sul carioca, na virada dos anos 90 para os 00), Pedro Dom, que, por ser jovem e bonito, ficou conhecido como o ‘ladrão gato’. No outro lado seu pai, Victor Dantas, ex-policial civil que, apesar de ter dedicado a vida ao combate às drogas, não conseguiu evitar que seu próprio filho virasse um dependente químico. E pior: um bandido.

Macaque in the trees
DOM; nota 10 para o todo (Foto: Divulgação)

Com oito episódios de 60 minutos cada, ‘Dom’ tem clima de thriller policial, e mistura muito bem ficção e realidade. E, como em bios de TV e cinema, elementos que não existiram são adicionados à trama para dar mais fluidez e ganchos. Por isso, espertamente, quando a serie começa, a frase ‘fatos reais’ aparece primeiro. E só depois entra, por cima, ‘inspirada em’. Não é um documentário. É um produto de entretenimento.

Além da boa qualidade do roteiro e da direção (Silveira divide a direção com Vicente Kubrusly), e o fato de ter sido todo rodado em locações (com alguns efeitos), o que mais chama a atenção em ‘Dom’ é o talento de seus atores, do principal aos coadjuvantes. Gabriel Leone dá corpo e alma a Pedro Dom, com uma entrega impressionante ao papel. E todos os atores que interpretam os integrantes de sua gangue, bem como o ator que faz o pai de Dom quando jovem (Filipe Bragança), não ficam atrás. Alternando entre ação, aventura e drama, ‘Dom’ também acompanha o pai de Pedro, Victor Dantas (Flavio Tolenzani, outra performance notável), que, na adolescência, acaba ingressando no serviço de inteligência da polícia.

A série mostra a jornada de pai e filho vivendo vidas opostas, alternando entre os anos 1970, 80 e o final dos anos 90. Neste recorte de tempo, o roteiro aproveita para, nas entrelinhas, contar a história de como o tráfico de drogas se instalou, dominou e se espalhou pelas favelas cariocas (quase fazendo paralelos com ‘Cidade de Deus’ e ‘Tropa de Elite’). E de como militares e policiais corruptos (e, depois, milicianos) ganharam muito dinheiro (e continuam) contrabandeando armas e fazendo vista grossa para a entrada das drogas no país. É tudo questão de dinheiro. E não tem fim.

No fim das contas, mesmo tentando dar um ar mais humano, e pintando um Pedro Dom menos perigoso do que ele realmente foi (basta pesquisar), a série dá bem o seu recado. E a cena final (que não foi exatamente como ele morreu, na realidade) é praticamente uma homenagem ao ‘Acossado’, de Godard, que também tinha um criminoso galante. Nota 10 para o todo.

STREAMINGS

Macaque in the trees
Os quatro filmes de Indiana Jones estreiam na Apple TV em 4K (Foto: Reprodução)

*A Roku, que fabrica aparelhos que trazem apps de streaming (inclusive, embutidos em aparelhos de TV), comprou o conteúdo do falido serviço Quibi (mais de 70 miniprogramas originais) por US$100 milhões. Tudo para alimentar o seu Roku Channel, que, por enquanto, não está disponível no Brasil.

*Paramount+ lançou esta semana, nos EUA, um plano com assinatura mais barata, chamado Paramount Plus Essential. A diferença para o plano normal é que este terá anúncios. Esta versão custará US$4,99, contra os US$9,99 do plano sem anúncios. É similar ao que fez o HBO Max, nos EUA, que oferece um plano mais barato também com anúncios. Não se sabe se as versões brasileiras destes serviços farão o mesmo aqui.

*Em comemoração aos 40 anos de ‘Os caçadores da Arca Perdida’ (‘Raiders of the Lost Ark, 1981), os quatro filmes de Indiana Jones estreiam na Apple TV em 4K; e em versão remasterizada, nas plataformas digitais Google Play, Net Now e Sky, nesta semana. Na Apple TV, os filmes terão sete horas de conteúdo extra!

*A Pluto TV lançou quatro novos canais esta semana: Paisagens (canal 272), Karaokê (canal 906) e Shows (canal 905) em parceria com o serviço de multiplataforma Stingray. Além desses, também foi lançado o Pluto TV Cine Romance (canal 66). Tudo grátis!



...
DOM; nota 10 para o todo
Os quatro filmes de Indiana Jones estreiam na Apple TV em 4K