Descobertos no Egito enormes blocos de pedra de 4.500 anos do reinado do faraó Quéops

...

Foto: Ministério das Antiguidades e Turismo do Egito
Credit...Foto: Ministério das Antiguidades e Turismo do Egito

Uma missão arqueológica conjunta egípcio-alemã descobriu blocos de pedra que datam do reinado de Quéops – antigo monarca egípcio.

Khufu, ou Quéops, foi o segundo faraó da IV dinastia na primeira metade do período do Império Antigo (século XXVI a.C.). Diz-se que foi ele quem encomendou a construção da Grande Pirâmide de Gizé.

A missão tinha como objetivo realizar escavações na antiga cidade de Heliópolis, a capital da XIII província do Baixo Egito que também era um importante centro religioso.

 

 

Arqueólogos descobriram grandes blocos de granito nas ruínas do Templo do Sol perto do obelisco de faraó Sesóstris I. Trata-se na primeira descoberta do período do rei Quéops na região de Ain Shams.

 

 

Mostafa Waziri, secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades, anunciou a descoberta em um comunicado à imprensa, sugerindo que os blocos de pedra poderiam ter sido parte de um edifício outrora situado na área das pirâmides de Gizé, removido mais tarde e reaproveitado durante o período Raméssida, escreve Heritage Daily.

 

 

Nas escavações também foram desenterrados sarcófagos e altares de distintos períodos, além de um modelo escultural de quartzo na forma de Esfinge do rei Amenhotep II, a base de uma estátua do rei Amásis II e a base de uma estátua colossal de macaco de granito rosa representando um babuíno. (com agência Sputnik Brasil)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais