Projeto S: vacinação ainda nem acabou, mas Serrana já colhe frutos da imunização em massa

Com 66% do público-alvo já imunizado com as duas doses da CoronaVac, o município de Serrana (SP) já vê os primeiros sinais positivos

Fernando Calzzani / Photopress
Credit...Fernando Calzzani / Photopress

O atendimento diário nas unidades de saúde de pacientes com suspeitas ou diagnosticados com covid-19 caiu 55%, de acordo com reportagem publicada pela EPTV nessa terça-fera (6).

Além disso, a incidência de casos graves entre os infectados pelo novo coronavírus caiu sete vezes. Antes, 70% dos enfermos apresentavam quadro grave. Hoje, este número é de 10%.

"No início da pandemia a gente estava com uma demanda grande de casos que complicavam e evoluíam para um tubo [intubação]. Com o início da vacinação, […] o paciente, que chega aqui, a gente medica, ele se estabiliza com as medicações e são liberados para casa. Ou seja, não evolui para um tubo, não evolui para uma UTI", disse à EPTV Thiago Bueno, enfermeiro da Unidade de Pronto Atendimento de Serrana.

No entanto, mesmo com redução de casos graves, a taxa de infecção segue em alta, especialmente por conta da circulação da variante P.1, a mesmo que provocou o colapso do sistema de saúde em Manaus.

De acordo com dados da Prefeitura, Serrana teve em março 663 casos da doença, 35% a mais na comparação com fevereiro, que teve 490 casos.

O público-alvo remanescente do chamado Projeto S receberá a segunda dose da CoronaVac até domingo (11). Os resultados da pesquisa do Instituto Butantan realizada na cidade devem ser divulgados em maio.(com agência Sputnik Brasil)